Cinco Dicas De Treino HIIT Pela Esteira

Teste Da Barriga: Qual é A Melhor Forma De Se Livrar Da Gordura Abdominal?


Consuma muita proteína e fibra. Você, com certeza, prontamente ouviu isto antes: pra perder gordura e começar a fazer músculos, tem de proteína. O organismo pode queimar proteína para sobreviver, mas prefere carboidratos e gorduras; desse modo, quando a alimentação é principalmente protéica, o metabolismo vai utilizar os carboidratos e gorduras que você prontamente armazenou. Além disso, a proteína é utilizada para formar e regenerar massa magra! Peixe e frango são ótimas fontes - em geral as carnes magras e brancas são melhores. Não se esqueça das fibras! Elas são digeridas lentamente, ajudam a emagrecer criando intuição de saciedade e agem como uma esponja absorvendo água e gordura. Dessa maneira coma feijão, grãos integrais, arroz integral, nozes e frutas vermelhas.


Impossibilitar produtos industrializados: a nutricionista explica que eles são repletos de gordura vegetal e/ou açúcar e/ou adoçante e aditivos químicos, como conservantes e corantes, que são toxinas ambientais e são capazes de desregular o metabolismo. Evitar açúcar: Helouse lembra que é fundamental impedir a adição de açúcar e também alimentos que o contenham em sua composição. Ingerir fibras: “elas reduzem a absorção de glicose.


Como aveia, chia, amaranto, quinoa, linhaça, arroz integral, frutas e vegetais variados”, diz a nutricionista. Evitar bebidas alcoólicas e refrigerantes: Helouse lembra que é fundamental impossibilitar esses tipos de bebida. Dormir bem: “ter legal noite de sono e não dormir muito tarde (até 23h é o recomendado)”, destaca Helouse. Comer líquido: “de preferência, água ou chás sem adoçar”, diz a nutricionista. Treino aeróbico ou musculação: qual o mais competente? Talita Moretti, personal trainer, especialista em Fisiologia do Exercício e especialista em Reabilitação Cardíaca e Grupos Especiais, destaca que os 2 são primordiais.


O exercício aeróbio tem superior gasto calórico do que o treino de musculação. Entretanto, a musculação acelera a redução de gordura por ampliar o Consumo de Oxigênio Pós Exercício (EPOC), ou melhor, teu corpo ainda mantém um gasto energético grande mesmo após você ter terminado o treino”, diz. Ela ainda socorro a manter (e até já ampliar) a massa muscular, acelerando ainda mais o metabolismo no momento em que se está em repouso. Por isso, conciliar os dois tipos de treino tornam a redução de calorias muito rapidamente e competente. O perfeito é atingir no mínimo 220 minutos semanais de exercício para se comprar uma perda significativa de peso”, inclui Talita.


É importante apreender as diferenças entre gordura subcutânea e visceral. A gordura subcutânea está abaixo da pele, sendo uma fonte de energia fisiológica. Protege nossos órgãos, é um isolante térmico, tudo isso em condições de normalidade(indivíduo não obeso). Imediatamente a gordura visceral é aquela ‘incrustada’ nos órgão, impedindo o excelente funcionamento dos mesmos, gerando incalculáveis problemas a médio tempo (como, como por exemplo, diabetes)”, explica Rocha.


Segundo a nutricionista funcional, a importância de designar padrões de distribuição de gordura corporal foi determinada em 1956. “A localização abdominal da gordura (chamada de obesidade central) mostra-se associada a distúrbios metabólicos e risco cardiovascular. E isto é delicado, vai muito e também uma estética, é um risco à saúde”, destaca. A distribuição abdominal associa-se a fatores de traço cardiovasculares, como dislipidemias, hipertensão e o diabetes mellitus”, acrescenta Helouse. A nutricionista lembra que as medidas e acompanhamento de circunferência da cintura ou a explicação entre a cintura e o quadril devem ser avaliados sempre. Estas medidas podem fornecer estimativa da gordura abdominal, que, por sua vez, está correlacionada à quantidade de tecido adiposo visceral”, diz.


Pra mulheres espera-se um consequência de medida de cintura abaixo de 88cm. E, pra homens, abaixo de 102cm. A relação de cintura/quadril (RCQ) deve ser menor ou similar a 0,85 para mulheres; e menor ou similar a 0,95 pra homens. Há recomendação de que a obtenção destas medidas faça parte da rotina clínica para avaliação de riscos à saúde”, destaca Helouse.


Em compensação, existem alimentos que, se associados a hábitos saudáveis, conseguem contribuir na redução ou evitar o acúmulo de gordura abdominal. Chia: “excelente fonte de fibra solúvel, em contato com água forma um gel que favorece a diminuição de absorção de glicose, reduzindo o índice glicêmico das refeições. Uso recomendado de 1 a dois colheres de sopa ao dia adicionado a frutas, sucos, vitaminas e preparações”, destaca a nutricionista.


Ervas e temperos termogênicos: “a ação termogênica dos alimentos tem como característica acrescentar o gasto calórico do organismo e oferecer a quebra das células de gorduras. Alimentos como gengibre, canela e pimenta, quando utilizados pela alimentação, auxiliam por esse processo. O exercício podes ser feito nas preparações, em sucos, molhos pra salada etc.”, explica Helouse.


Ela Leva Pra Maior Mortalidade Infantil

  • Dez Dicas Para Queimar a Gordura Abdominal - Quais? e Vídeo

  • Couve de Bruxelas

  • trezentos gramas de queijo muçarela ralado

  • Minimizar o consumo de carboidratos

  • 7 - Impossibilite açúcar

  • Exercícios Mais Indicados Pra Hipertensos

  • Escute tuas lombrigas

  • Exercícios para perder barriga


Alimentos ricos em ômega 3: “como peixe (salmão, sardinha, atum), castanhas, linhaça, quinoa, algas, azeite de oliva, que têm poder anti-inflamatório, atuando diretamente pela célula de gordura, que é um tecido inflamado”, destaca a nutricionista. Abacate e Óleo de coco: “são gorduras de fantástico peculiaridade, que atuam pela melhora dos níveis de triglicerídeos no sangue, ajudando no modo de perda de peso abdominal.


É fundamental consumi-los pela forma natural, evitando adição de açúcar no abacate, como diversos fazem”, explica Helouse. Chá verde (branco, vermelho e preto): a nutricionista explica que, com sua domínio antioxidante e anti-inflamatória, o chá verde é uma das ervas mais estudadas quando o assunto é obesidade e gordura. A ação necessita-se aos seus fitoquímicos, capazes de aprimorar o metabolismo da glicose e gordura no sangue. O sublime é consumir a erva e não adoçar para não perder esse efeito.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *